06 fevereiro 2007

Amigos e Amigas

Desde que o V. nasceu, ou melhor, desde que engavidei, ou melhor ainda, desde que começámos a pensar em engravidar, que, (inevitavelmente), comecei a olhar para os nossos amigos de maneira diferente... Basicamente há aqueles que não ligam nenhuma ao V, não perguntam nada, nem se lembram que ele já nasceu! Depois há aqueles que, mesmo não tendo filhos, ou não sendo casados, perguntam por ele a vão acompanhando a evolução dele, (e nossa!). Depois há aqueles que têm filhos, aconselham, perguntam, interessam-se e sabem de cor aquilo tudo pelo que passamos.
Felizmente, são muito poucos os do primeiro grupo, alguns do segundo, e muitos, muitos, muitos do terceiro!
Claro que ainda há aquelas a quem sei que posso ligar ás 4h da manhã para tirar uma dúvida, ou pedir um conselho ou qualquer outra coisa do género... e sei que me ajudam e me ligam depois para saber como vão as coisas.

Como eu o B. temos 10 anos de deferença, (24 e 34), é inevitável que os que têm filhos sejam os amigos mais velhos, que conheci através dele, e as minhas amigas sejam as loucas, solteiras, e um pouco "desligadas" de isto tudo... (das minhas amigas de solteira só uma é casada! e só uma - outra - tem uma filha, e já tem 6 anos)

2 comentários:

Carla disse...

:) Lamentavelmente (ou não) afasto-me sem querer (ou não) dos amigos do primeiro grupo.

Quem meus filhos ama, minha boca adoça. Certo?

Gostei do teu blog.

Zaida Afonso disse...

Pois eu do meu grupo de amigos sou a primeira a ter uma filhota, mas todos eles lhe dão muita atenção, talvez porque ja todos pensam em ter filhos também, já os amigos do meu marido, a excepção de um casal , nem se lembram da Madalena, talvez porque entre nos também exista uma diferença de idades mas ao contrario (31-24). E a primeira vez que visito o teu blog, mas vou voltar. Beijocas