11 dezembro 2007

Amor Incondicional?

Não sei porquê, lembrei-me agora de uma conversa a que assisti uma vez entre a minha Mãe e a minha tia I., e em que não participei, pois, como ainda não tinha filhos, não ia estar para ali a mandar bitates sobre coisas que não sei.

Discutiam elas até que ponto o amor que sentimos por um filho é incondicional. A minha Mãe defendia que sim, que o é sempre, e a minha tia dizia que não.
Dava o exemplo que se um filho dela matasse alguém, ou provocasse um atentado, sei lá, ela seria incapaz de o defender, e de ficar a seu lado. A minha Mãe argumentava que filho é filho, e mesmo que tu sabendo que aquilo que ele fez está errado, ficas ao seu lado nem que seja só para lhe dar a mão enquanto o julgam ou o prendem, mesmo sem compreender as razões que o levaram a cometer um crime, ou fazer um erro tão grande.

Eu concordo.

Nem que seja eu a única pessoa AO seu lado, (não DO seu lado), é a mim que me compete esse papel. Posso não compreender, não aceitar, não perdoar, mas é o meu filho, e continuaria a amá-lo exactamente da mesma forma que o amava antes.

Incondicionalmente.

11 comentários:

Filipa Marques disse...

Lindas palavras e faço delas minhas tambem!!
Amo o meu filho mais k tudo nada maior existe k o amor de mae!
Felicidades
Beijokas

Filipa disse...

Concordo plenamente contigo.
Bjs.

Patrícia disse...

Também concordo.
Bjs

Sofia disse...

Concordo. Amor incondicional, sem qualquer dúvida!

bjs

Sofia e Pedro disse...

Concordo contigo e com a questão do amor incondicional por um filho.
Beijinhos, Sofia, Pedro e Joana

Mamã Elsa disse...

Olá.
Já aqui vim varias vaezes, mas hoje decidi deixar o meu comentario.
Em primeiro lugar muitos PARABENS pelo nascimento do H.
concordo contigo em relação ao amor incondicional.
Beijocas

helena e dinis disse...

Olá! Já algum tempo que leio o vosso blog, acho a tua familia linda! O V. é lindo de morrer, e o H. um verdadeiro amor! Em relação ao amor incondicional, estou 100% de acordo contigo, não estaria DO seu lado, mas AO seu lado para o que der e vier, o meu filho é uma parte de mim, e nunca abandonaria uma parte de mim. Bjs

Quicas disse...

Acho que ser mãe é isso mesmo...um amor incondicional. É estar ao seu lado nos bons e maus momentos, e dar-lhe a mão.

já agora, onde compraste o sling?? Cá na Madeira não é conhecido, ainda não vi um...só mesmo nos blogs. Mas gostava de comprar um para a Cloe. O meu receio é comprar online sem o experimentar...

bjocas

Mamã trintona disse...

Concordo plenamente.
Se há alguma coisa que seja mesmo só nosso, é um filho. Pelo meu filho daria a minha própria vida, fosse em que circunstâncias fosse e nunca o abandonaria só por ter feito algo errado.
Um filho é para toda a vida.
Joquinhas
Sofia

Maria disse...

que bonitas palavras.... É pena, é que por ~vezes nem todas aS Mães pensem assim.

bjnho

Joana disse...

Tão verdade! amar, estar sempre ao seu lado, em todas as alturas, boas e más:-)